1 de dezembro de 2009

Loja de Souvenirs para Tripulantes


E ai galera!
Chegou a nova loja de souvenirs para tripulantes.
Sugira temas e produtos por email.
Grande abraço!
Lucas

Hello folks!
Here comes the new souvenirs store for crewmembers!
And suggest themes for new products via email!
Cheers!
Lucas

22 de novembro de 2009

Trabalhando em Iates - Working in Yachtes

Yachtes in Cabo San Lucas - Mexico
Oi galera!
A Juli perguntou num comentário quem contrata para iates no Brasil.
Até onde sei, as contratações são feitas no próprio porto, portanto é ir e encarar.

Mas se você está pensando em algo maior, temos o seguinte:

Super Yacht Jobs - um dos melhores sites mundiais de trabalhos para iates.
www.superyachtjobs.com

Post sobre trabalho em Iates no blog
http://sonavegando.blogspot.com/2007/11/trabalho-em-iates-work-at-yachtes.html

Outro post com links para trabalho em iates
http://sonavegando.blogspot.com/2008/04/mais-iates-more-yachts.html

Atenção! Novo site com oportunidades:
http://www.123cruzeiros.com

Conte-me os resultados!
Boa sorte!
Lucas Selbach
--------------------------
Hi folks!
Juli asked me in a comment about who hires for yachtes in Brasil.
As far as I know, the hirings are made at the ports, so just go there and try!

But if you're thinking in something bigger, here's what we have:

Super Yacht Jobs - one of the greatest world sites for Yacht jobs.
www.superyachtjobs.com

Previous post on this blog
http://sonavegando.blogspot.com/2007/11/trabalho-em-iates-work-at-yachtes.html

Another previous post on this blog
http://sonavegando.blogspot.com/2008/04/mais-iates-more-yachts.html

Tell me the results!
Good luck!
Lucas Selbach

11 de novembro de 2009

Site Viagens de Navio

Aí pessoal,
Mais um site brazuca com dicas pra galera

www.viagensdenavio.com.br

Abraço a todos
Lucas

26 de outubro de 2009

Gafes e Aventuras


Oi pessoal,

Sabemos que o primeiro grande aprendizado no exterior é a linguagem.
Olhem que legal esses links sobre 'micos' que as pessoas passaram em viagens:

No canguru.info
Cruzeiros - em inglês - (to train your english).
Piadas de garçons - (also to train your english).

Valeu!
Lucas

===========================================

Hi Folks!
We know that the first thing to learn working abroad is the languages.
Check this funny stories about tripping:

No canguru.info (train your Portuguese)

Cruising.
Waiter jokes.

Cheers!
Lucas

20 de outubro de 2009

Esclarecimento


Oi galera!
Em primeiro lugar, obrigado pelas visitas.
Um recado para todos os navegantes online:
Somente respondo perguntas endereçadas ao meu e-mail. Não responderei comentários - muito embora sejam sempre bem vindos.
Valeu!!!
Abraço a todos.

Hi Folks!
First I would like to thank you all for checking our blog.
A message for all online navigators:
I only answer questions adressed to my e-mail. I'll gladly receive your comments on the page, but please, comment, don't quest.
Thanks!
Cheers to everyone.

Lucas

18 de setembro de 2009

Livros sobre serviço de garçom / Books about waiter service

E aí pessoal!
Alguns links para livros de interesse para quem quer atuar como GARÇOM / GARÇONETE.
Para quem quer conhecer mais detalhes sobre serviço internacional.
Diretamente da Amazon.com (peça o frete intermediário, chega em cerca de 20 dias).
Abração!

Hey Folks!
Here are some books regarding WAITER / WAITRESS service.
For the ones that are interested in the details of international service.
Straight from american Amazon.com
Cheers!







16 de setembro de 2009

Vagas em Cruzeiros - Cruise Ship Jobs


Hi Folks,
Are you thinking in working on a ship?
Don't know what you going to do?

Just check this hot list of Cruise Ship Job Positions from CruiseJobFinder.com .

Cheers!
Lucas
==============================================
E aí galera!
Pensando em trabalhar em navios?
Não sabe o que vai fazer?

Confira essa super lista de vagas (em inglês - vai treinando..) no CruiseJobFinder.com.

Abração!
Lucas

5 de agosto de 2009

Cantores


(this post is about Ibero Cruises hiring brazilian singers)

Oi pessoal!

A Ibero Cruceros e a MSC estão contratando CANTORES, através da Rio Productions - Francesa.

O contato é a Karina, interessados falar com ela por email.

Abração

Lucas

23 de julho de 2009

Todos a bordo


(this post is about open opportunities in cruise ships to brazilians)

ATENÇÃO

Em virtude de comentários postados no site e reclamações localizadas na Internet a respeito da empresa MBrazil - sites www.tripulantes.com.br e www.crew.com.br , essa notícia foi retirada do blog.

Aqui divulgamos propostas sérias. Quem quiser se manifestar, fique a vontade - deixe um comentário.

Abraço a todos os tripulantes - e futuros.

Lucas Selbach

21 de julho de 2009

Contratação pra RCC


Oi pessoal,

Para quem estiver interessado, a Sun & Sea está contratando para trabalho em cruzeiros na RCCL - Royal Caribbean Cruise Lines. Você precisa ter inglês fluente, ser maior de 21 anos e ter conhecimento na área desejada.

O link é www.trabalhoabordo.com.br

Eles não cobram taxa de inscrição.
Estão contratando: Cassino (op. de caixa, técnico eletrônico, croupier), Cargos Gerenciais de Hotelaria, Culinária, Concierge Poliglota, Esportes / Recreação, Gerente RH / Gerente Treinamento e Desenvolvimento, Produção de Espetáculos (técnico de som, iluminação, contra-regra), Governança / Limpeza, Recepção, Restaurante / Bar.

Essas informações foram obtidas de um anúncio na Zero Hora Classificados caderno Empregos e Oportunidades, pg. 6, de 12/julho/2009.

(this post is about Royal Caribbean hiring brazilian crew.)

14 de julho de 2009

Galera, uma dica esperta da Época Negócios:


Saiba quando fechar a boca

Falar demais pode ser um pecado maior do que a timidez. Conheça cinco situações em que é melhor não dizer nada

Por Época NEGÓCIOS

Enquete: Você sabe quando deve ficar com a boca fechada?

Vitché

Profissionais em todo o mundo sofrem com a timidez. Contudo, é no problema oposto – falar em excesso – que residem os efeitos mais danosos à carreira. É o que afirma a escritora de negócios Tamara “Tammy” Erickson, autora do badalado Plugged In. Tammy elencou, num artigo recente, as cinco situações em que é mais conveniente ficar de boca fechada:

  • Evite excesso de explicações_ O excesso de explicação, segundo ela, é um veneno, especialmente perigoso às equipes de venda. “Depois que o cliente já manifestou que vai comprar o produto, não perca tempo descrevendo mais um de seus itens ou benefícios.” A informação, quando em excesso, gera confusão e irritação. O princípio vale para a conduta do profissional no escritório. Seja sucinto, aconselha ela. Quando alguém perguntar no corredor “como vai você?”, não dê uma folha corrida de sua vida.
  • Sem desculpas na hora errada_O profissional deve estar sempre bem preparado. Porém, se acontecer o infortúnio de não estar, deve evitar as desculpas. Além de inócuas (não melhorarão o desempenho), elas o deixarão sob uma luz desfavorável frente aos colegas. “Começar uma reunião avisando a todos que você não teve tempo de se preparar adequadamente soa a insolência, desrespeito e desleixo”, diz Tammy. Também gera animosidade. “Lembre-se que, provavelmente, o colega da cadeira ao lado ficou até as 2 da manhã se preparando para a reunião.”
  • Não faça perguntas tolas_Elas mostrarão – de modo cristalino e pungente – o seu desconhecimento do assunto e despreparo. Esta é a dica mais capciosa da lista. Afinal, se você não domina um assunto, como vai saber se a sua pergunta é inteligente ou não? A saída é a discrição e a cautela, de acordo com a autora. Uma coisa é certa: evite dar espetáculos de pretensa erudição sobre assuntos que não domine. É uma receita certa para o desastre.
  • Não banque o engraçadinho_As piadas em ambiente de trabalho são uma perigosa via de mão dupla. O bom humor, quando dosado, é uma excelente ferramenta para tornar o profissional benquisto, quebrar o gelo e desfazer hostilidades. Contudo, não arrisque muito e saiba usá-lo. Ninguém gosta de engraçadinhos.
  • Evite o óbvio_É o caso da enfermeira que, antes de dar a injeção, avisa que “a agulha está esterilizada”. O reforço de um pressuposto pode ter efeito contrário: manchar uma reputação. Imagine um contador que avisa aos clientes de que não os está enganando. Foi uma situação assim, aliás, que inspirou Tammy a escrever sobre o bico calado. Durante um voo, o comandante, depois de informar sobre a previsão de chegada para dali a uma hora, fez um acréscimo: “Não se preocupem, temos combustível para chegar”. Felizmente, o aviso passou despercebido à maioria, mas não foi exatamente tranquilizador.
Fonte: Site da Revista Época Negócios

3 de julho de 2009

Inovando no F&B

Summer 09: F&B: Balanced Innovation

They still manage to continually push the envelope with regard to introducing new choices in cuisine, creative presentation, and interactive food programs for passengers. Cruise line food and beverage executives face challenges that landside chefs and restaurant owners do not – such as maintaining a fresh supply of fish and produce on long hauls at sea and frequent re-training of culinary staff due to the transitory nature of crew contracts.

However, they still manage to continually push the envelope with regard to introducing new choices in cuisine, creative presentation, and interactive food programs for passengers. This is crucial in order to “wow” both first timers as well as repeat passengers.


Food and beverage executives also note that while innovation is a big factor, it is important not to alienate past passengers looking for the familiar.

“Innovation is good, but familiarity is key for many of our guests. So, in many cases, we evolve our programs rather than radically revolutionize,” said Frank Weber, Royal Caribbean International’s vice president of food and beverage.

This balancing act continues to be met with success, since passengers still rate food as one of their top experiences, even amidst all the other bells and whistles that mega ships offer.

Open seating dining even aboard the large cruise lines continues to grow in popularity. Carnival now has open seating dinner on eight ships and is in the midst of expanding it fleet-wide according to Natko Nincevic, senior vice president of food, beverage and accommodations.

Royal Caribbean just instituted MyTime Dining, which is being rolled out fleet-wide. Guests can choose traditional main and late seating, or MyTime Dining where they can dine at any time in the main dining room. They can make reservations daily or for the entire week, or walk in at any time.

“The innovation with our system is to preserve what guests can experience in the traditional seating model, where the permanent waiter will remember and deliver guests’ preferences every night after the first night. In the development of MyTime Dining, we ensured that guests can request the same waiter. We track the guest preferences through our system and even if a different waiter takes care of the guests, he or she will deliver on the guest preferences,” said Weber.

According to Steve Kirsch, director of culinary programs for Holland America Line, “flexibility of choices” is why five Holland America ships now feature the Canaletto Italian restaurant. This free dinner spot is housed in an architecturally modified and sectioned off area of the Lido buffet. The divider wall can be removed by day, and the Canaletto furnishings have a “different look from the rest of the Lido,” Kirsch said, in order to give it a restaurant atmosphere.

While Holland America’s Culinary Arts Centers have been on all ships fleet-wide for a few years, demo kitchens now feature programming up to five times daily. Kirsch attributed this to increased passenger demand.

On Celebrity Cruises’ newest ship, the Solstice, the main restaurant recently changed from using traditional round plates to oval, square, and rectangular ones, along with custom made lids to match. Jacques van Staden, vice president, food and beverage, noted that this changes the “plate perception” and allows the chefs to be more creative in their selections due to new presentation options the plate shapes offer.

One of Princess Cruises’ new initiatives is Breakfast at Sabatini’s, which features a la carte breakfast for suite passengers in this specialty restaurant. On the Sun, Dawn and Sea Princesses, which do not have a Sabatini’s alternative restaurant, the menu is offered in guests’ suites.

AIDA Cruises’ new AIDAblu, which will be introduced in February 2010, will have a microbrewery which is a “first” for the cruise industry. The microbrewery, staffed by brewers from Bavaria which is known for its beer, will serve the beer it brews for free, while also offering specialty beers for a fee. The ship will also have a Buffalo Steakhouse, like AIDA’s other ships. What’s unique about this for the German market is that the restaurant will serve American beef. Sebastian Hauschild, AIDA’s manager of restaurant services, pointed out that American beef is the highest quality available and has a very different taste from European beef.

Excerpted from the Cruise Industry News Quarterly Magazine Summer 2009.

Source: http://www.cruiseindustrynews.com/cruise-news-articles/67-articles/2895-summer-09-fab-balanced-innovation.html

31 de maio de 2009

Influenza H1N1 e/and Princess


A Princess está preocupada com o Influenza H1N1 - o outro nome da gripe suína.
Segue a notícia do cuidado a bordo (em inglês).

Princess is worried about Influenza H1N1 - the other name for swine flu. Follows the news to the cares onboard.


Princess News Article

5/18/2009

Statement on Influenza A (H1N1)


The health and well being of our passengers and crew is our foremost priority, and therefore we are monitoring the international Influenza A (H1N1) situation closely.

Our ships and medical staff are already well equipped to prevent and contain the spread of contagious diseases, including Influenza A (H1N1). Even though the risk of contracting this illness is low, we are taking extra precautions, and will continue to be guided by advice from the CDC and other health authorities.

In an abundance of caution, some of the measures we are taking onboard all our ships worldwide include:

  • We have enhanced our screening practices for passengers and crew embarking our ships.
  • We are adhering to CDC guidelines for reporting and treatment of persons with suspect Influenza A (H1N1).
  • We will isolate and treat passengers and crew with suspect Influenza A (H1N1). Anti-viral medications that effectively treat Influenza A (H1N1) are currently available onboard all Princess ships.
  • We will continue our rigorous cleaning and sanitization of our ships to minimize the spread of any contagious disease. Our ships are routinely cleaned with a disinfectant proven to be highly effective against the flu.
  • We are communicating to our passengers and crew that they should take extra care to practice healthy habits such as washing their hands often.
  • We are asking passengers and crew to report to the medical center immediately if they exhibit any symptoms of flu.

    As always, we will continue to do everything possible to protect the health of our passengers and crew.

  • Font: Princess Cruises at http://www.princess.com./news/article.jsp?newsArticleId=na1024

    2 de maio de 2009

    Tripulante em dúvida


    [This is an e-mail from a guy who wishes to work onboard. If you're curious or have any doubt about, just ask me via e-mail]

    Este e-mail com resposta veio de um rapaz que deseja embarcar e tem algumas dúvidas. Ele autorizou a publicar perguntas e respostas aqui.

    Abraço a todos

    Lucas Selbach

    -------------------------------------

    São Luis, 14 de Abril de 2009.


    Olá,

    Antes de mais nada, deixo claro que comecei hoje a ler um pouco em seu blog. E Venho através deste e-mail buscar outros esclarecimentos. É de conhecimento de grande parte, que muitos querem ter um emprego em um cruzeiro, pois acreditam que lá terão muito mais diversão do que trabalho.

    Sabemos que não é bem assim, pois o trabalho num navio precisa ser bem feito (assim como todos os outros devem ser) e é um trabalho, por vezes, um pouco mais pesado, chegando a ser de 10 – 12 horas por dia. Além do mais, é essencial que se faça com e por vontade. O empregado precisa ser forte e ter disposição para passar o tempo de contrato no mar.

    Você está certo. É pra quem tem realmente vontade e também perfil pro trabalho. Alguns trabalhos podem ser mais leves - como dançarinos, por exemplo - mas com certeza estar longe da familia e dos amigos, num ambiente de muita competição faz parte do processo para todos.

    Pois bem, antes de dizerem: “Parabéns, você está contratado, ‘crew on board!’” há uma caminhada. É a respeito desta caminhada que quero obter informações. Quero saber:

    - De quais cursos eu preciso (por exemplo, o STCW 78-95, exigido por algumas companhias?

    O STCW é necessário em algumas companhias, principalmente quem faz a costa brasileira. Se for facil pra você, faça, pois você poderá usar até em Iates. Eu não fiz o curso, mas pretendia fazer antes de começar o trabalho nos iates.

    - Além do inglês, o Espanhol conta muito? Falo apenas Inglês, por enquanto, e se for preciso aprendo outro idioma. E o Inglês tem que ser direcionado à que?

    Fica tranquilo. Se você trabalhar como garçom, vai ser na cozinha que vai aprender muitos termos específicos da área. Se for atender passageiros, são outros termos. O mais importante é estar aberto ao aprendizado.

    As outras línguas são úteis para encantar os clientes, para se relacionar bem com chefes e colegas. Mas isso precisa também ser usado com cuidado. Eu, por exemplo, fui avaliado por alguns supervisores com um inglês fraco pois eu me comunicava com eles em espanhol para facilitar a comunicação. Por outro lado, passageiros americanos e ingleses elogiaram meu inglês.

    Se vc estiver aberto ao aprendizado, verá que pode aprender palavras em japonês, alemão, romeno, espanhol, seja lá o que for, para mostrar simpatia e interagir melhor com passageiros e colegas. Garanto que funciona.

    - Pretendo agarrar uma vaga. Se você tiver uma sugestão para um iniciante ou uma dica estou aceitando.

    Tenho muitas dicas, elas estão ao longo do blog. Por isso é legal ler posts anteriores pois tem várias dicas úteis.

    A pergunta sobre esse assunto é: Quanto tempo de experiência é requerido?

    Normalmente 1 ano.

    Os hotéis 5 estrelas são um bom local para apresentar como experiência?

    Ótimos. Mas lembre-se: se você disser que foi garçom do Copacabana Palace, eles vão lhe perguntar coisas bem complicadas [a respeito do menu e do serviço]. O melhor é mostrar o que realmente sabe. Eles buscam mais simpatia e comprometimento do que experiência.

    Pois pretendo adquirir experiência em um, e qual vaga você acha que eu devo conseguir nesse hotel, que vá me ajudar em um trabalho futuro no mar?

    Depende do que você mais gosta.
    Se curte atender pessoas no guichê, vai trabalhar no Passenger Services Desk (PSD).
    Se curte servir comida, vai como garçom (waiter, Jr Waiter, Buffet Steward)
    Se curte drinks, coquetéis, vai como Bartender, Bar Steward.
    Se curte arrumar os lugares, deixar em dia, vai como Acommodation Attendant.

    - Demais informações que você possa estar me dando aceito sem qualquer problema.

    Por favor, leia o blog - e divulgue.

    Ainda não tentarei uma vaga nesta temporada, pois não tenho experiência (só mesmo a da vida). Apenas tenho o ensino médio, o nível Avançado 1 do meu cursinho de inglês (cursando, deve ter mais 1 ano e meio). E assumi compromissos, mas até o final do ano pretendo estar quite com a instituição, faço técnico em eletroeletrônica lá. Também passei no vestibular para Língua portuguesa e inglesa e respectivas literaturas - licenciatura.

    OK. Veja filmes em inglês com legendas em inglês.
    Assista a CNN na TV a cabo.
    Pegue as letras das músicas - uma por vez e fique cantando até treinar o speech e o listening.

    Em outras palavras, pretendo agarrar meu cargo na temporada 2011-2012, quando terei o cursinho de Inglês completo e seguro para sair daqui do Maranhão, para conquistar minha vaga. Certo de que vou, para voltar e dizer: “Mãe, revejo-a dentro de uns 6 meses”. E dar um abraço bem forte nela antes de partir.

    Esse é outro treinamento. Você vai ficar distante das pessoas que gosta e vai conhecer outras pessoas legais - de todos os cantos do mundo. Se você é muito apegado a alguém, faça experiência de passar um fim de semana longe, depois fique mais dias, vá testando e vendo como reage. Eu fiquei 6 meses longe do meu filhote que eu amo e foi pancada. Mas sobrevivi pra contar a história - e ele também.

    16 de abril de 2009

    Mãe preocupada - Worried Mother

    (this post is about question and answers from a Brazilian mother. If you're curious, just ask and I'll translate for you).

    Oi galera,
    Outro dia uma mãe preocupada me fez uma pergunta e autorizou publicar a conversa aqui no blog. Eu retiro os nomes para evitar complicações.

    Espero que ajude quem está pra embarcar.

    Abração e mantenha contato.

    Lucas Selbach

    Pergunta1:
    oi Lucas estive visitando o seu site. Queria uma informação, minha filha está esperando para trabalhar no ___Cia XX____, como room service, desde fevereiro. Ela já enviou todos os exames e está esperando ser chamada. Eu como mãe estou aflita por ela pois ela gastou o que não tinha,arrumei dinheiro emprestado, para ela fazer o stcw, achando que seria rápido, e nós já estamos chegando no fim de Março e as dívidas chegaram e ela ainda não foi chamada e só Deus sabe a nossa situação. 
    Pela sua experiência qto tempo mais ou menos eles demoram para chamar uma room service? É a primeira vez dela no navio, desde já muito obrigado e que Deus te abençõe. Pelo que pude ver vc é uma pessoa que tem grande futuro, que Deus abençõe todo seu projetos. Mãe Preocupada

    Resposta 1:
    oi 'Mãe Preocupada' querida,

    Pra vc ter uma idéia, eu gastei R$ 3.500, pra fazer toda a seleção em 2006, incluindo o visto q precisei tirar em Sampa. O processo começou em maio e eu consegui o visto no início de outubro. Depois do visto foi cerca de 30 dias pra embarcar. Isso é na ____Cia_YY___, uma companhia maior que a __Cia_XX__.
    Eu sugiro que a tua filha busque algum trabalho temporário por aí, se puxe, faça alguma coisa pra passar esse tempo. Espere mais uns dias e ligue para a agência (creio que foi pela __Agencia ZZ__ - se for, fale com a __Pessoa___, explique a situação e veja o que ela pode fazer).

    Só lembre de uma coisa muito importante: não mostre muito sua preocupação, não se exponha. Senão isso pode gerar um receio, já que estão contratando uma profissional. Se ela está desesperada isso pode abalar sua performance.

    'Mãe Preocupada', o mais difícil já passou. Sua filha conseguiu a oportunidade, está dentro. Isso não quer dizer que ela deva sentar e esperar a empresa chamar sem fazer nada. Diga pra ela se mexer, conseguir algo, pra se ocupar. Senão, a ansiedade começa a tomar conta e pode prejudicar vocês. Isso também permite BAIXAR AS EXPECTATIVAS do trabalho. Muita gente faz um sonho incrível, pensando que é um mar de rosas, mas existem espinhos, folhas, terra e muito trabalho. E também rosas sim, pois é super legal conhecer gente de todo o lugar do mundo, lugares diferentes, outras culturas.

    Quanto ao dinheiro, avise quem emprestou que talvez demore um pouco mais. Respire, relaxe e continue acreditando. Sua filha vale - e sempre valerá - o esforço.

    Grande abraço

    Retorno 3: (dia seguinte, nem deu tempo de responder)
    Oi Lucas bom dia. Pode sim publicar no blog. A __Agencia ZZ__, em Janeiro mandou um email e pediu que ela aguardasse porque o currículo dela havia sido aceito, mas depois disso não falou mais nada. E ela na mesma época havia mandado o currículo para a __agencia JJJ__, e eles entraram em contato, e logo mandou que ela providenciasse os exames. Ela dá aulas de ingles para crianças e faz faculdade de turismo. É muito boa filha e está sempre correndo atrás. Em 2007 ela esteve 10 meses trabalhando em um hotel na Inglaterra,acho que sou eu que estou mais aflita. Desde já muito obrigado ajudou bastante. Deus te abençoe.

    Retorno 4: (6 dias depois)
    Oi Lucas te agradeço pela força que nos deu. Minha filha vai esta embarcando em abril no __Navio_AAA__. obrigado por tudo.

    Resposta final: (dia seguinte)
    Querida 'Mãe Preocupada', fico muito feliz por isso.
    Espero que ela aproveite ao máximo a experiência.
    Se ela tiver outras perguntas, me mande. Só peça para ELA usar o email, pois vai ser o meio de comunicação mais frequente dela com você e ela precisa se acostumar.

    Um super abraço
    Lucas Selbach

    23 de março de 2009

    Trabalho em alto-mar - Tripulação a postos

    Oi pessoal,
    essa notícia saiu na Zero Hora do último domingo (15/março).
    Veja abaixo, com meus comentários entre parênteses.

    Trabalho em alto-mar
    Tripulação a postos

    Navios ainda fazem os últimos recrutamentos para a temporada de cruzeiros pelo mundo
    por Correio Braziliense
    (não são os últimos, sempre tem contratação pois quando termina nossa temporada começa em outro lugar)

    Trabalhar em ambientes que em nada lembram escritórios tradicionais é o sonho de muita gente. Para quem quer inovar e associar emprego a viagens interessantes, empresas oferecem vagas de trabalho temporário em cruzeiros marítimos de navios estrangeiros.
    As oportunidades chamam a atenção pela remuneração atrativa - em dólar - e pela possibilidade de conhecer vários países e culturas diferentes.


    A Associação Brasileira de Representantes de Empresas Marítimas (ABREMAR) calcula que a temporada de roteiros de cruzeiros de 2009 no Brasil, que termina em 17 de abril, deverá criar 9.862 empregos e 25% dessas vagas podem ser ocupadas por brasileiros.
    (considerando que só a Princess tem mais de 22.000 funcionários - certo que 11.000 são Filipinos - esse número é bem maior)
    Além disso, antes de os 14 navios estrangeiros que estão na costa do país partirem, haverá novo recrutamento de brasileiros. Algumas vagas, segundo o diretor da Central de Intercâmbio, Jasson Firme, podem não ser preenchidas:
    - A qualificação não é tão simples. Não basta saber inglês, é preciso topar trabalhar por meses fora do país.
    (certíssimo, não basta ter qualificação, é preciso estar disposto a sacrificar algumas coisas)

    Para ser um dos novos tripulantes, candidatos devem ter de 18 a 32 anos, inglês intermediário ou avançado e disponibilidade para exercer qualquer função, de copeiro a arrumadeiro.
    (não sei de onde surgiu essa palavra, mas quiseram dizer 'camareiro')
    - O piso é de US$ 5 por hora trabalhada. Mas a expectativa é de que as pessoas recebam US$ 8, por hora - calcula Firme.
    (é mais ou menos por aí, mas se vc se dedicar e for promovido pode chegar a US$ 10 ou US$ 12, por hora, depois de dois ou tres contratos)
    Segundo o diretor, no transatlântico se trabalha geralmente 44 horas por semana, o que dá em torno de US$ 880, a US$ 1.048, por mês.
    (nesse ponto eu discordo, já que trabalhamos muito mais que isso. Normalmente são 11 horas por dia, 6 a 7 dias por semana. A não ser os músicos e dançarinos, que trabalham bem menos e são bem remunerados - nem tanto quanto garçons ou bartenders)

    Outro fator importante, ressalta, é que o tripulante não tem que se preocupar com gastos enquanto está no navio. Dentro do navio, ele tem um custo praticamente zero e vai acumular o dinheiro que está ganhando para quando voltar, conta. Mas nada de luxo. Drinks, por exemplo, não estão incluídos.
    (este é outro aspecto curioso. Você está no outro lado do mundo e vai economizar tudo? Pode ser - já vi colegas fazendo isso. Mas o normal é comprar coisas e apetrechos, comer fora, experimentar passeios e isso tem um custo que, depende do lugar, assusta. Por exemplo, a Europa pelo Mediterrâneo é linda - mas tudo que você quiser custa em Euro...)

    Brasileiros entre os primeiros

    A Royal Caribbean, companhia mundial de cruzeiros marítimos, tem cerca de 2 mil vagas de trabalho a bordo, em navios nas mais diversas partes do mundo. A oportunidade é cada vez mais aproveitada por brasileiros. O Brasil é o décimo quinto país com maior número de tripulantes a bordo dos 34 navios da empresa. Atualmente, são cerca de 800 brasileiros trabalhando na frota da companhia.
    - O número de brasileiros contratados pode aumentar, dependendo do crescimento do mercado e da melhoria da infraestrutura oferecida para a realização dos cruzeiros no país. A meta, até o final de 2009, é dobrar a quantidade de brasileiros contratados - afirma Ricardo Amaral, diretor geral da Royal Caribbean no Brasil.
    O país é o quinto em número de novas contratações em toda a frota, atrás de Filipinas, Índia, Estados Unidos e Indonésia, as nacionalidades mais tradicionais na companhia. O recrutamento é feito pelo site www.trabalheabordo.com.br, no qual se tem acesso ao formulário para participar do processo seletivo. Entrevistas são realizadas semanalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro e em datas específicas nas demais capitais brasileiras.

    5 de março de 2009

    1 de março de 2009

    Vídeo do Rodrigo Sales

    Ai pessoal, mais um material do meu amigo Rodrigo Sales:

    Hey folks! Another stuff from my friend Rodrigo Sales:


    Dicas do Rodrigo Sales

    Aí pessoal! Uma série de dicas do Rodrigo Sales - meu ex-companheiro de cabine na Princess:

    (ATENÇÃO! As opiniões de outros colaboradores não refletem meu posicionamento em relação ao trabalho a bordo, é apenas outro ponto de vista!)
    ---------------------------------------------

    Dia a Dia a bordo (Rotina, Relacionamento,Diversão)

    CABINE , ARRUMAÇÃO , TEMPO DE SONO
    A sua vida e sua rotina começa na cabine, dependendo da companhia vc tem 80% de chance de morar numa cabine só com mais uma pessoa, tenha um bom despertador com você pois dentro no navio não existe desculpa de se atrasar, la pontualidade eh levada extremamente a serio, por isso fique esperto, e mantenha sempre sua cabine no possível arrumada, alem do que existe o “crew round” que eh onde supervisores do navio checam todas as cabines pra ver a arrumação e se não tiver devidamente arrumada (lixo vazio, limpeza em geral, cama arrumada..) eh possível ate você levar um “warning”
    Detalhe...depois dos primeiros dias você vai ter uma vontade extrema de dormir o dia todo, nos mínimos minutos que vc tiver livre , em um break de 1 hora, eu chegava a dormir e a sonhar com muita facilidade, de tão cansado que eu vivia, por isso sua cama eh seu Oasis.

    RELACIONAMENTO COM AS PESSOAS , O CLIMA NO NAVIO
    Geralmente, as pessoas são muito simpáticas com os new joiners, no geral, mas sempre tem uns cabra que quer te dar um “hard time” logo de começo , ou mostrar quem manda, mesmo sendo a mesma posição que vc , dica geral....MUITO CUIDADOOO!

    Filipinos
    - tomando 35 ,40 % dos crews ,no geral são gente boa, mas são conhecidos como os “duas caras” na maioria das vezes vão ser simpáticos, mas se eles tiverem que escolher entre você e um outro filipino, esquece amizade, eles adoram fazer “máfia” entre eles, principalmente se tem algum supervisor Filipino...mas fiz alguns bons amigos filipinos, mas não de muita confiança

    Ucranianos
    um povo seco, mal educados ,raramente pedem “por favor” , muito nervosos, se vc eh homem, cuidado com os ucranianos, eles não pensam muito pra começar uma briga braçal , e não se faz amizade facilmente com essas pessoas, realmente eu só lembro um ucraniano que eu me dava mais ou menos, e olha que eu conheci muitos

    Mexicanos
    esses são os verdadeiros “gente boas”, calorosos, gostam de brasileiros, amistosos, se vc nunca viu um, e quando vai comer senta na mesma mesa que eles, na hora eles vão puxar papo e sorrir pra você, mesmo eu tendo vivido 5 meses na cabine com um mexicano que nos nem olhava-mos na cara um do outro (foi o único Tb) eu digo de boca cheia que se pode contar com esse pessoal...na falta de um brazuca por perto, ta ai a saída.

    Romenos” Eehh povinhu viu!!” como meu amigo costamava dizer, fique longe, bem longe desses, 98% dos romenos, são mal educados, adoram te dar um “hard time” , adoram falar grosso e alto, adooooram te dar esporro, adoraamm se crescer pra cima de pessoas novas, adoooram tirar sarro da cara dos outros, se acham “os superiores do planeta Terra”, mas a ironia disso, e eh que um dos caras mais gente boa que eu fiz amizade foi um Romeno, mas acredite, dos 678 que eu conheci, esse foi o único que era simpático, mas gravem oque esta escrito aqui...e postem como foi seu primeiro contato com os romenos...stay away from this people!!

    Húngaros
    Mesmo sendo vizinhos dos romenos, eles são muito gente boa, fiz grandes amizades com hungaros, e são sempre muito simpáticos e adoram bater um papo

    Macedônios
    Outro exemplo de simpatia esse povo, mesmo sendo um povo muito unido entre eles, eh um ótimo pessoal pra se dar uma volta nos portos ou bater um papo casual

    Italianos
    donos das famosas “máfias” nos navios, eu não conheci muitos, não posso falar muito deles, mas os Supervisores, Maitre Ds, Head Waiters, no geral os italianos nos grandes cargos, são muito arrogantes, e tratam certas nacionalidades com indiferença, as vezes não na falta de educação em si, mas no modo de falar e de olhar, o pessoal que trabalhou na MSC pode falar melhor desse povo.

    Portugueses Semelhante aos brasileiros, mas mesmo assim, os mexicanos ainda são mais simpáticos, se bater uma saudade de brazucas, os portugueses servem bem pra aliviar um pouco o bate papo, por sermos o único pais do navio a falar a língua deles, eh a única vez que podemos ser incluídos numa pequenida “máfia”, já que somos muito poucos pra fazermos a nossa =P

    Tailandeses
    Um povo geralmente “bonzinho”, quetos, gostam de conversas entre eles, não dão muita confiança , mas parecem ser um povo justo e não gostam de chamar a atenção, e são muito humildes também, muito!! gostam de dar um sorriso tímido, geralmente nos brasileiros conseguimos quebrar o gelo deles com nossa simpatia, eu gosto deles

    Indiano
    os famosos “head shakers”, reis da humildade, simpáticos, simplesmente adoram nos brasileiros, geralmente estão sempre prontos a te ajudar se vc precisar.

    Canadenses
    pode parecer besteira, mas chamo eles de “brasileiros que falam inglês”, porque eh um povo muito fácil de fazer amizade, muito bom de se conversar, sair, parece sempre estarem alegres, os canadenses são show.

    ...lembrando que sempre há exceções, eu não sou o dono da verdade, mas conheci muita gente de muitas nacionalidades e se vc perguntar pra qualquer um que trabalhou abordo, não duvido que irão concordar com esses meus pontos de vista

    ...lembrando também que tudo o que vc faz no navio no dia seguinte todo mundo sabe, se vc bebeu e deu show na festa de ontem, se vc começou a gritar “bingooo!” e pular e dançar de alegria no meio de 500 pessoas e depois descobrir que vc não fez bingo (não fui eu), se vc dormiu na cabine de fulano ontem a noite e por ai vai, cuidado com sua reputação.

    SEU COMPORTAMENTO DIÁRIO
    Como a preocupação com o que o passageiro pensa, e a imagem da companhia eh mais preciosa do que o empregado em si (como em todos os lugares), você vive num ambiente muito controlado como, você tem estar sempre arrumado, limpo, barba feita, não pode ficar cocando a cabeça ou cocando lugares inapropriados (isso mesmo vc pode ser chamado atenção por causa disso), ser pego comendo em área de passageiro eh problema na certa, não ficar de conversa furada durante o trabalho ou vc pode escutar um “hey ! too much papapa and no work”..., o dia a dia eh sempre muita correria, por isso não há mto tempo pra trapalhadas e moleza, os supervisores pegam no pe mesmo

    CONCILIANDO DRILLS COM SEUS HORÁRIOS DE FOLGA
    Simplesmente não existe isso haha, desculpem mas eh a verdade, normalmente o DRILL que dura 1:30 a 2:00 h, caem sempre nos seus horário de folga, quando não no seu dia de folga, da mta raiva...por isso não tem como, tem que engolir isso e aceitar, os DRILLS geralmente são de 15 em 15 dias.

    FESTAS, CREW BAR, DIVERSÃO, SAÍDAS A TERRA FIRME
    Apesar da loucura, sempre tem o happy hour que costuma ser de noite, onde o pessoal se reune pra conversar e descontrair um pouco, ou durante os intervalos no meio do dia o pessoal vai pra piscina de crew e pra jacuzzi tomar um sol, aproveite bem esses momentos, porem, eu preferia mil vezes dormir e descansar do que ir pra piscina...esse sentimento vem depois das primeiras semanas
    Sair pra conhecer os portos eh a coisa mais legal de se fazer, mas a pior coisa eh vc estar em um lugar inédito mas soh ter 2 horas pra conhecer o maximo, sempre tendo que se preocupar que horas o navio sai ou que horas vc tem que voltar pra trabalhar, isso eh horrível, eh dificil conseguirmos nos sentir turistas e relaxarmos de fato pq a preocupação com o navio sempre esta na nossa mente, em metrópoles, cuidado com o transito que vc pode pegar na volta pro navio, sempre calculem bem o tempo, cuidado com taxistas espertos...o meu conselho de viajante e que ninguém quase faz...guarde um dia quando vc sair, pegue soh sua mochila e saia a pe pelas ruas da cidade, sem rumo, ande pelos bairros a volta, entre nos becos, nas praças, eh a melhor forma de vc se sentir realmente em outro lugar em outro pais...indo em praia famosas, lugares famosos , onde todo mundo vai, eh legal, mas andar pelas ruas e bairros locais como um pedestre local não tem preço...sem contar que vc andando 40 mininutos em uma direção anda-se vários KM.

    DIFICULDADES DE ADAPTAÇÃO NO NAVIO NOS PRIMEIROS DIAS
    ------------------------------------------------------------------------------
    Balanço do navio
    A sensação que vc tem quando o navio sai do porto pela primeira vez com vc dentro, eh uma sensação de tontura freqüente, isso dura ulguns dias, depois vc nem percebe mais, pode dar dor de cabeca tambem, as vezes se o navio vai contra a ondulação, o navio não balança em si, mas sobe e desce, isso pode dar enjoo, então não fique de barriga vazia, e NÃO TOME MUITO LIQUIDO DE JEITO NENHUM

    Ar condicionado 24 horas por dia
    Já que vc não vive mais num ambiente natural, ate seu corpo se acostumar com o ar condicionado demora um pouco, ate la por causa do ar muito seco, sua garganta, boca e nariz ficam totalmente secos, isso eh péssimo, e vc tem 80% de chance de sua boca ficar sempre rachada pro isso LEVEM BATOM DE CACAU ,cuidado com as dores de garganta, resfriados também.

    Corredores e caminhos
    Não se preocupem nos primeiros dias vocês vão sempre ter que pedir ajuda pra voltar pra sua cabine, ou pra ir para o seu trabalho, pois vc nunca sabe que corredor pegar, se eh do lado bombordo ou estibordo , que elevador vai, porque sozinho vc simplesmente não ira conseguir, mas depois acostuma